Compartilhar esta página

A USINA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SAN JUAN TEM, AGORA, QUATRO UNIDADES TITECH AUTOSORT

A reformulação mais recente da usina de gerenciamento de resíduos sólidos urbanos (RSU) em Alcázar de San Juan (Ciudad Real, Espanha) inclui duas novas unidades de seleção ótica AUTOSORT 4.

VISÃO GERAL

A usina de resíduos sólidos urbanos (RSU) da Mancomunidad de Servicios Comsermancha (Associação de serviços municipais de Comsermancha), situada em Alcázar de San Juan (Ciudad Real), recebe mais de 200 toneladas de resíduos diariamente das 21 cidades e dois vilarejos que compõem a associação. Portanto, Comsermancha atende a uma população total de 169.000 habitantes. Sua atividade é focada na coleta, tratamento e posteriormente na destinação do rejeitos em um aterro controlado e no gerenciamento de biogás.

A automação sucessiva da planta, seus sistemas modernos de tratamento e a incorporação de novas tecnologias nos processos de separação da usina de gestão de RSU posicionaram os conselhos da cidade que compõem a associação municipal entre os principais municípios da Espanha a ter implantado programas de controle total de resíduos.

SITUAÇÃO

A planta de gerenciamento de resíduos utiliza unidades avançadas, que incorporam a tecnologia de separação baseada em sensores da TOMRA Sorting. A planta tem duas linhas de seleção: uma para tratar o residuo domiciliar, que processa 70.000 toneladas por ano e outra para a coleta seletiva, que processa em torno de 1.500 toneladas por ano.

Em 2007, a usina comprou duas unidades da TOMRA, (antiga TITECH). Posteriormente, em 2013, essas duas unidades foram atualizadas e complementadas por duas unidades novas unidade, de última geração do AUTOSORT 4 . São dois separadores óticos com sensores espectométricos de infravermelho próximo (NIR), o que permite reconhecimento e classificação de uma grande quantidade de materiais por tipo e composição com precisão total, obtendo fatores extremamente puras.

PROCESSO

Duas unidades do AUTOSORT [NIR1] foram instaladas, com uma largura de trabalho de 1.400 mm, usando tecnologia de pista dupla. A fração PET é separada na primeira esteira da primeira unidade, enquanto os materiais remanescentes continuam na primeira pista da segunda unidade TOMRA para a separação de PEAD. Os rejeitos da primeira pista dessa segunda unidade são redirecionados para a segunda pista do primeiro separador

A segunda pista separa papelão de recipientes de bebida, enquanto o material remanescente é enviado para a segunda pista da segunda unidade, onde a separação automática final é realizada, para remover a fração de plásticos misturados. Dessa forma, quatro frações são separadas com eficácia e pureza ótimos usando apenas duas unidades TOMRA.

A terceira unidade é um AUTOSORT com uma largura de 1.000 mm. Ela é posicionada na linha de fração plana para a separação de papel e papelão, antes que o fluxo de resíduos entre no separador de plástico filme. A fração de filme succionada ali é de alta qualidade, enquanto o processo gera, adicionalmente, uma fração de papel e de papelão recuperados.

BENEFÍCIOS

Maior produtividade e melhores condições de trabalho com o AUTOSORT 4

Uma das unidades do Autosor 4, com uma largura de operação de 2.000 mm, está configurada para separar papel e papelão, enquanto a outra, com uma largura de operação de 1.400 mm, foi configurada como pista dupla para selecionar PET e PEAD. Essa incorporação permite que os processos de recuperação da usina sejam otimizados, tanto que, no caso de papel e papelão, a recuperação total aumentou em mais de 2%, enquanto para recuperação de resíduos no geral, a melhoria aumentou de 3% anteriormente, para 6%, ou 70.000 toneladas por ano.

Os recursos técnicos avançados do AUTOSORT 4 proporcionaram benefícios claros em termos de produtividade e também para os processos de trabalho na usina. Na opinião de Jesús Sánchez Vela, o encarregado da planta, “a principal vantagem é o aumento na recuperação, com os benefícios ambientais que isso signifca. Além disso, a qualidade do trabalho da equipe da usina também aumentou. Todos os esforços estão concentrados, acima de tudo, no controle da qualidade dos materiais selecionados e na supervisão das unidades. Além disso, podemos configurar, facilmente, a seleção de subprodutos e, para isso, a configuração da usina de acordo com os requisitos operacionais é útil".

Manutenção fácil e economia de energia
O AUTOSORT 4 precisa de menos manutenção que o modelo anterior, sendo mais fácil de limpar, usando menos energia. O novo conceito de um bloco de válvulas significa maior precisão e velocidade, enquanto nossa tecnologia FLYING BEAM® permite economia de eletricidade de até 70% com a incorporação das luzes para dentro do próprio scanner. Além disso, o design compacto e elegante reduz a manutenção a um mínimo, garantindo economia durante as horas de inatividade e também nas horas de funcionários.

EXPERIÊNCIA

Nossa experiência é, até agora, positiva. O novo design da lâmpada e a altura dos scanners reduz a manutenção, especialmente ao trabalhar com o resíduo sólido urbano, pois limpeza anteriormente mais intensa era necessária. Além disso, essas novas unidades incorporam um sistema pneumático que, com o apertar de um botão, permite limpar o bloco de válvulas facilmente e ajustar sua posição", adicionou Sánchez Vela.

"A adaptação das novas unidades foi fácil. Embora tivéssemos experiência operando as unidades TOMRA anteriores, a unidade AUTOSORT 4 tem uma interface simples que é fácil de usar e de configurar. Também é importante que em caso de dúvidas, sempre há o suporte do serviço técnico da TOMRA Sorting",ele concluiu.